Acessibilidade

1ª Conferência dos Direitos da Pessoa Idosa tem marca de 150 participantes

28 Mar 2019

Com muitas dinâmicas e uma linguagem de fácil entendimento, a 1ª Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa foi realizada na manhã e início de tarde desta quinta-feira (28), no Centro de Convivência do Idoso (CCI). Mais de 150 pessoas participaram do encontro, além de autoridades e representação do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa.

A ação teve como tema principal "Os Desafios de Envelhecer XXI e o Papel das Políticas Públicas", que foi discutido junto aos idosos em um esquema de divisão de turmas. Os participantes foram separados em salas diferentes que abordavam os seguintes eixos: Direitos Fundamentais na Construção e Efetivação das Políticas Públicas; Educação e Emancipação Humana; Enfrentamento da Violação dos Direitos da Pessoa Idosa e Os Conselhos de Direitos e seu papel na efetivação das políticas Públicas.

Para o Prefeito dr. Japim Andrade, a Conferência é essencial ao bem-estar da população idosa. "Estar aqui é de grande importância porque esse encontro dá voz aos idosos para construírem o que querem e conhecer seus direitos. Temos orgulho de oportunizar essa medida democrática e ver este momento com tantas pessoas que se disponibilizaram a participar", salientou o chefe do Executivo, dr. Japim Andrade.

A primeira-dama e secretária de Desenvolvimento Social, dr. Cristina Andrade, também esteve na conferência e agradeceu a todos pelo apoio. "Esse momento é especial para aproximarmos o poder público da população. Nossos idosos merecem o que a cidade tem de melhor a oferecer e nada mais justo que ouvi-los para avançarmos ainda mais nas benfeitorias a esta parcela da população", disse Cristina.

Muito animado, José Pedro, de 66 anos, compareceu a conferência e não mediu esforços para ajudar nas propostas. "Eu faço curso de informática no CRAS São José e estou sempre me atualizando. Hoje nós pudemos falar o que ajudaria a termos uma velhice com mais dignidade dentro das áreas de saúde, lazer, esporte e tudo aquilo que usufruímos no município", destacou o senhor de cabelos grisalhos, morador do Pau Arcado.

Não diferente, Luzia Macário Pardinho, de 74 anos, moradora do São José, que faz atividades esportivas no CCI preferiu ouvir as argumentações dos colegas para montar sua opinião. "Sempre quero o melhor para nós e, principalmente, muito respeito. As pessoas precisam olhar para gente como cidadãos também e reconhecer que fazemos parte deste mundo e que precisamos de assistência como qualquer um."

Ao final da conferência foram formuladas três propostas municipais, duas estaduais e duas federais a serem envidas às esferas com melhorias apontadas pelos idosos. De acordo com a representante da empresa Emancipare, Luciane Mosca, que articulou o processo da conferência, o relatório final com as deliberações será avaliado pela Comissão Organizadora da Conferência em reunião após 60 dias.

"A gente usou um processo lúdico para levantar os apontamentos. Assim que todo relatório for montado será apreciado e encaminhado para as esferas responsáveis", contou Mosca.



Assessoria de Imprensa

Departamento de Comunicação de Campo Limpo Paulista

deixe um comentário