Campo Limpo Paulista recebe projeto de iluminação pública com 'LED'

09 Jan 2018

O Prefeito dr. Japim Andrade visitou diversos locais da cidade na noite de segunda-feira (8), para a instalação de pontos de iluminação em LED em Parceria Público Privada (PPP) com diversas empresas do ramo. O projeto piloto visa a utilização de cerca de 60 lâmpadas LED a custo zero aos cofres públicos, por meio de um showroom, que vai demonstrar a eficácia do projeto por 90 dias à população, para uma futura contratação do serviço por processo licitatório. 

Dentre os pontos que receberão a novidade estão: a rotatória do bairro Santa Lúcia com a Avenida Edgar Máximo Zambotto; parte da Avenida Alfried Krupp, na altura da Praça da Bíblia; a rua Francisco Miguel, na altura da Praça Castelo Branco e algumas outras localidades como a entrada do bairro Botujuru e o bairro São José, na avenida Bragantina, próximo a entrada da rua Mitiharu Tanaka.

Ao proporcionar mais visibilidade ao motorista e, consequentemente, mais segurança ao cidadão pedestre, o prefeito dr. Japim diz que a parceria é um primeiro teste a melhoria da iluminação pública de todo o município. "Nós priorizamos estes pontos estratégicos porque necessitam de atenção no momento e possuem grande passagem de pedestres e veículos todos os dias. Já planejamos aderir futuramente à proposta em maiores proporções e iluminar Campo Limpo Paulista com mais qualidade", salientou o chefe do Executivo.

BENEFÍCIOS - O secretário de Serviços Urbanos, Francisco Moraes, responsável pela parta que faz a manutenção constante da iluminação pública, diz que os locais que passarem pela experiência ficarão mais seguros e claros. "Quem já transitou em São Paulo pela Marginal Pinheiros e Avenida 23 de Maio, sabe do que estou falando, estes locais são iluminados por uma série de luzes deste tipo. As lâmpadas LED têm um potencial de iluminação e durabilidade muito maior que as incandescentes e fluorescentes, e, também, geram um consumo de eletricidade três vezes menor", contou Moraes.

Outra vantagem das lâmpadas LED é que elas são totalmente elétricas e não possuem reagentes químicos, como o mercúrio, o que evita contaminação ao meio ambiente, além de terem baixa emissão de calor. O projeto está previsto para começar no fim da segunda quinzena de janeiro.

 

Assessoria de Imprensa

Departamento de Comunicação de Campo Limpo Paulista

deixe um comentário