Acessibilidade

Escorpiões: como fazer prevenção e controle

15 Jan 2019

Um animal peçonhento tem ganhado os holofotes nesse verão: o escorpião. Na região, eles têm sido localizados em residências e, recentemente, deu as caras até em um hospital particular. E tudo isso tem levantado um alerta: como fazer a prevenção e o controle? Em Campo Limpo Paulista, em 2019, nenhuma pessoa foi picada. No entanto, 2018 foram 18 ocorrências registradas pela Vigilância em Saúde.  

A coordenadora do órgão, Roberta Assalim Fernandes, explica que em caso de acidente o munícipe deve dirigir-se imediatamente ao serviço de saúde mais próximo. Se a captura for possível, é importante levar o animal.

Os escorpiões injetam o veneno por um ferrão na ponta da cauda e o acidente geralmente ocorre quando se encosta no animal, já que eles não são agressivos e reagem quando são tocados ou têm o corpo comprimido. Os principais sintomas quando ocorre o acidente são dor intensa no local da picada, que se espalha por todo o membro, náuseas, salivação intensa, alterações cardíacas e circulatórias.

A gravidade depende da espécie do escorpião, da idade da vítima (crianças de até 14 anos e idosos estão no grupo de risco), da presença de doença cardíaca e da sensibilidade da vítima ao veneno.

"Estamos no período de reprodução desse animal. E, como está muito calor, eles buscam locais mais frescos como abrigo, como terrenos com entulho, materiais de construção, embaixo de pedras, no mato, no lixo, em tijolos e telhas", explica.

Eles possuem hábitos noturnos e também estão em locais propícios para o surgimento de insetos, principalmente baratas, que são um dos seus principais alimentos. Os animais sobrevivem por longos períodos sem comida e água, escondidos em lugares escuros e úmidos. "O controle por inseticidas e agentes químicos é difícil e pode irritar o animal, que pode sair do esconderijo para atacar. Para evitar a proliferação, é importante manter o quintal limpo e combater baratas."

A prevenção está em hábitos simples, como não acumular lixo e entulho no quintal; evitar formação de ambientes favoráveis como restos de entulhos; colocar sacos de lixo fechados na rua para evitar baratas e outros insetos; mudar periodicamente o local em que se armazena materiais de construção, sempre com luvas grossas e muito cuidado; retirar das paredes e muros plantas ornamentais densas, arbustos e trepadeiras; eliminar baratas, aranhas, grilos e outros animais invertebrados, que são alimentos do escorpião; evitar a prática de queimada, pois desalojam escorpiões e outros animais; preservar inimigos naturais do escorpião, como corujas, joão-bobo, pequenos macacos, quati, lagartos, sapos, galinhas e gansos; manter jardins bem aparados.

Acidentes - Para evitar acidentes, as dicas são: verificar cuidadosamente calçados, roupas, toalhas e roupas de cama antes do uso; limpar periodicamente ralos de banheiro, cozinha, caixas de gordura; evitar que lençóis e roupas de cama toquem no chão; fechar frestas nas paredes, móveis e rodapés para que não sirvam de esconderijo; usar telas nas aberturas de ralos, pias e tanques. 

 

Assessoria de Imprensa

Departamento de Comunicação de Campo Limpo Paulista

deixe um comentário