UBS Jardim Europa alerta para o risco de câncer de pele

13 Fev 2019

Com a chegada do verão, as pessoas tendem a ficarem mais expostas ao sol e aí que mora o perigo. Nesta época, os raios UVB que são nocivos à saúde da pele humana, têm maior incidência sobre a Terra e podem causar o tão temido câncer de pele.

A clínica geral, dr. Caroline Moreira, do programa do Governo Federal "Mais Médicos", que atende na Unidade Básica de Saúde do Jardim Europa (UBS), palestrou na manhã desta quarta-feira (13), ao alertar a população sobre os riscos da doença.

"É importante ficar atento ao menor sinal que surgir na pele. Manchas de crescimento contínuo regulares ou irregulares e com bordas também regulares ou irregulares são um indicativo do câncer de pele, além do sangramento que pode ocorrer", disse a médica.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o Brasil registra 180 mil novos casos da doença por ano. A prevenção do câncer de pele deve começar com cuidados básicos em casa. "O protetor solar deve ser usado todos os dias com ao menos duas aplicações. Deve-se evitar ao máximo exposição ao sol das 10h às 16h e sempre utilizar acessórios que ajudem a repelir os raios de sol, bem como: óculos escuros e chapéus", alertou a dr. Caroline.

Os vários tipos de câncer de pele podem ser benignos ou malignos, e, somente consultando um médico e realizando os exames corretos é possível identifica-los. Pessoas de pele e olhos claros têm maiores chances de ter a enfermidade e o risco é ainda maior se alguém da família já foi acometido.

Idosos e crianças também são mais vulneráveis ao câncer de pele. "A pele dos idosos e crianças são mais sensíveis e precisam de mais atenção. É importante se atentar ao fator de proteção UVA/UVB dos protetores solares, que devem ser acima de 30 e, em peles muito claras, acima de 50", finalizou Moreira.



Assessoria de Imprensa

Departamento de Comunicação de Campo Limpo Paulista

deixe um comentário