Acessibilidade

Contra o tabagismo, grupo celebra as primeiras conquistas

25 Out 2018

Quatro semanas após o início do primeiro grupo de combate ao tabagismo de Campo Limpo Paulista, as pacientes da Unidade Básica de Saúde Vera Regina já comemoram importantes conquistas e reduções significativas no número de cigarros no dia a dia. O grupo acontece toda quinta-feira, 14h e para participar basta se inscrever na UBS.

Plascidina Martins de Lima, de 51 anos, que fuma desde os 18, não esconde a felicidade. Antes eram cerca de 10 cigarros ao dia, hoje são três. "Já sinto uma diferença enorme no paladar. Além disso, quando tento fumar sinto a boca amarga e ânsia de vômito", disse ela, que também contou que a respiração melhorou. "Parei de usar 'bombinha' que melhorava minha respiração para dormir. Agora pretendo me livrar de vez do vício."

Quem também segue esses mesmos passos é Izabel Christina Gatinoni, de 64 anos, que desde os 9 anos de idade tem o vício. "Reduzi de 40 por dia para cinco cigarros. Estou muito feliz. O chiado no meu peito está sumindo. Além disso, tive uma melhora na autoestima."  Outra participante do grupo é Matilde dos Santos Lambert, fumante há 47 anos. "Também saí de um  consumo de 40 cigarros por dia para dois."

De acordo com a gerente da UBS, Flávia Paranhos Domingues Buriola, a equipe da unidade foi capacitada pelo Ministério da Saúde para realizar o projeto. Os pacientes passaram por palestras ao longo de quatro semanas. Além disso, receberam adesivos contra nicotina e medicação. Ela e a médica Saudy Mariscal comandam o trabalho e fazem o balanço positivo da primeira turma. "Felizmente boa parte da turma que se propôs a deixar o cigarro chegou ao fim dos quatro encontros com resultados positivos", destacou.

As três pacientes foram convidadas a dar o depoimento sobre o processo todo na reunião da próxima quinta-feira (1), quando a segunda turma se inicia. A dica dada pela doutora Saudy foi. "Não fiquem expostas ao cigarro para não correr o risco de querer fumar."

Durante as palestras, as pacientes conheceram mais sobre os perigos que o cigarro representa à saúde. O vício está ligado a mais de  50 doenças e é responsável por 30% das mortes por câncer de boca, 90% das mortes por câncer de pulmão, 25% das mortes por doença do coração, 85% das mortes por bronquite e enfisema, 25% das mortes por derrame cerebral. "O fumo passivo aumenta em até três vezes o risco do aparecimento de doenças. Além disso, sete não fumantes morrem por dia em consequência do fumo passivo", explicou Flávia.  

MAIS - A UBS Vera Regina fica na Ramiro Gonçalves Cardoso, 99, Jardim Vera Regina. 

   

Assessoria de Imprensa

Departamento de Comunicação de Campo Limpo Paulista

deixe um comentário