Exposição ?Folclorando? chega ao Paço Municipal

11 Ago 2017

Cores vivas e muita criatividade chamam a atenção de quem passa pelo saguão do Paço Municipal. Trabalhos que retratam as múltiplas culturas das regiões do Brasil foram expostos por alunos de 18 Escolas Municipais de Ensino Fundamental (EMEF), 6 de Ensino Infantil (EMEI) e 11 creches, para a 1º Mostra de Cultura Popular 'Folclorando', que será realizada nos próximos dias 19 e 20.

Durante a abertura na tarde de sexta-feira (11), o prefeito, dr. Japim Andrade, parabenizou os organizadores. "Estou muito feliz com esta exposição e com o evento Folclorando. Estamos devolvendo aos campolimpenses o lazer de forma gratuita, com qualidade e proporcionando a pluralidade cultural", disse o chefe do Executivo.

De acordo com a coordenadora de Cultura, Dedé Lenk, o intuito da exposição é fomentar o tema do folclore nacional. "Pensamos nesta exibição de trabalhos juntamente com a Secretaria de Educação, para trabalhar o tema com as crianças do município e fortalecer a identidade do evento em que elas fazem parte", conta Lenk.

O acervo tem mais de 300 peças que representam a cultura das cinco regiões do Brasil. Dentre os trabalhos que mais se destacam é a releitura de uma maquete das favelas do Rio de Janeiro, do artista plástico, Sérgio César, que foi executada pela EMEF Joaquim Viscaino Filho, do bairro Parque Internacional.

Outros trabalhos que não fogem aos olhos do público são o 'Barco de Pesca' em tamanho quase real, que representa a cultura do Estado do Pará e o 'Boi-bumbá', figura representativa do folclore do Amazonas, onde há o duelo de bois 'Garantido' e 'Caprichoso', no tradicional Festival de Parintins. Respectivamente elaborados pelas escolas EMEF Luís de Carvalho e EMEF Thomazina, as obras são o chamariz principal na entrada da Prefeitura.

Também, quem acessa o prédio do poder público e sobe ao segundo andar pode apreciar os trabalhos coloridos das creches municipais.

MAIS ? Para abrilhantar a exposição, barracas de artesanato e gastronomia, na frente do Paço Municipal vendem quitutes e objetos feitos à mão. Os artesãos ficam até às 14h, deste sábado (12) em uma nova experiência de vendas.

Como novidade esta mesma feira terá agenda permanente toda segunda sexta-feira e sábado do mês, nos respectivos horários: das 10h às 20h e das 10h às 14h.



Assessoria de Imprensa

Departamento de Comunicação de Campo Limpo Paulista

deixe um comentário