Meio Ambiente monitora qualidade das águas com S.O.S Mata Atlântica

13 Jun 2017

A Coordenadoria do Meio Ambiente de Campo Limpo Paulista realizou uma ação de medição química do córrego do Marsola, junto a um representante do S.O.S Mata Atlântica e do pessoal da Secretaria de Meio Ambiente de Várzea Paulista. Diversos indicativos foram analisados na água do córrego que surpreendeu às equipes.

Durante o processo, os ambientalistas, geógrafos e biólogos se dirigiram à margem do córrego para coletar quantidade suficiente de material às medições. Em seguida, o coordenador técnico do S.O.S Mata Atlântica, Tiago Félix, orientou como se sucederia os procedimentos. "O Kit para medição é bastante fácil de manusear. Ele analisa a temperatura da água, quantidade de oxigênio, de fosfato, de nitrato, ureia e o PH do material", explicou o também biólogo.

A equipe de Campo Limpo Paulista atenta às orientações anotou todo o procedimento. "Nós vamos mandar este relatório ao S.O.S e, mensalmente, faremos as medições para equiparar os resultados e projetar medidas de preservação", disse a coordenadora de Meio Ambiente de Campo Limpo Ptª, Fernanda Lobo.

Outros fatores também foram observados, como: a cor da água, a quantidade de espuma, peixes, odor, lixo e sedimento.

Assessoria de Imprensa

Departamento de Comunicação de Campo Limpo Paulista

deixe um comentário