Acessibilidade

Merendeiras participam de Programa Postural para Prevenção de Lesões

25 Set 2019

As mãos das fadas que preparam a merenda escolar dos alunos da rede municipal de ensino com tanto carinho, agora também estão envolvidas em alongamentos e importantes exercícios para o dia a dia. O motivo é o Programa Postural para Prevenção de Lesões, da Secretaria de Educação, idealizado pela professora de pilates Viviane Trevisan. Mais de 100 profissionais serão beneficiadas com a novidade.

"É um programa baseado nos princípios do pilates. Trata-se de uma reeducação de hábitos diários para mexer com a musculatura de dentro para fora", conta a professora, que também é diretora do Centro de Arte e Movimento (CEAM) Monte Alegre e trabalha com pilates há 12 anos.

Segundo ela, foi por sugestão de uma merendeira que o projeto começou. "Em uma reunião surgiu o assunto. Como eu já tinha o projeto pronto, apresentei e a Secretaria de Educação gostou."

Além de melhorar a qualidade de vida das merendeiras, a ideia também é trazer mais disposição no dia a dia. "Fazendo os exercícios, elas ficarão menos tensas  e passarão a respirar melhor."

Viviane está passando em todas as escolas municipais para conhecer a realidade de cada profissional, ouvir um pouco sobre as dores que cada uma sente e para fazer um treinamento sobre os movimentos. Depois, a professora deixa para as merendeiras uma 'cola' para que elas usem os conhecimentos no cotidiano.  

"Depois de passar em algumas unidades, cinco merendeiras já nos procuraram para praticar pilates no CEAM. Fazer com que elas queiram ir além e busquem atividades para o dia a dia também é um dos objetivos do projeto."

Na Creche do Jardim América, a equipe aprovou a novidade. "Eu achei ótimo e já senti um alívio nas dores que eu sentia nas costas", comentou Adriana Ribeiro de Carvalho, merendeira há cinco anos.

Assim como ela, Eliete Queiroz Silva, há três anos merendeira, gostou da aula. "Será muito bom para o nosso dia a dia. Pretendo seguir todas as dicas." A merendeira Elizete Cardoso de Freitas, que entrou neste ano na rede municipal de Campo Limpo Paulista, já está na expectativa para aplicar os novos conhecimentos. "Com certeza vai nos ajudar a prevenir dores."

 

Assessoria de Imprensa

Departamento de Comunicação de Campo Limpo Paulista

deixe um comentário