Semana da Inclusão termina com emoção e conscientização

28 Ago 2017

Foi o nascimento de Matheus, hoje com seis anos, que ampliou o horizonte de Alessandra Santos Bueno, de 29 anos, para a inclusão social. A jovem, representante do Grupo Viva a Inclusão, passou a enxergar as dificuldades e preconceitos que o menino, nascido com má formação congênita, enfrentava no cotidiano. Na noite desta segunda-feira (28), o amor pelo filho e pela causa que ela abraçou emocionou e foi uma das marcas do encerramento da Semana Nacional da Inclusão, no Paço Municipal.

Segundo Alessandra, 15% da população da cidade são pessoas com deficiência. "A Semana vem para conscientizar e, felizmente, tivemos uma ótima receptividade nas ações realizadas em Campo Limpo Paulista. Além disso, é a primeira vez que temos espaço dentro de uma administração para discutir o tema."

O evento contou com a presença do prefeito dr. Japim Andrade, que destacou a importância da causa no município. "É uma causa justa que merece a nossa atenção. A ideia é valorizar e promover projetos em conjunto", explicou o chefe do Executivo.

O encerramento da Semana foi com apresentações marcantes de membros da União dos Deficientes de Jundiaí e Região (UDJR), Grupo Lupa e do membro do Conselho da Pessoa Com Deficiência de Jundiaí, Reinaldo Fernandes.

O Grupo Viva Inclusão trabalhou nos últimos dias para a mobilização em toda a cidade. No sábado (26) foi realizada a Caminhada da Inclusão e, no domingo (27), foi a vez do Dia da Inclusão, na Praça da Bíblia, com diversas atividades ao longo do dia.




Assessoria de Imprensa

Departamento de Comunicação de Campo Limpo Paulista

deixe um comentário