Viveiro abre as portas para comunidade com cultura e gastronomia

30 Jul 2017

Céu azul, sol e música boa para aquecer os corações. Assim foi a Festa Julina da Associação dos Moradores da Região do Figueira Branca (FIBRA), na manhã desse domingo (30), no Viveiro Municipal. O evento contou com apresentações da Orquestra de Metais de Campo Limpo Paulista e Coral Vocal Cantura.

Com um repertório repleto de jazz, música brasileira e canções que marcaram trilhas do cinema, a Orquestra de Metais encantou o público, dentro do 'Projeto Conheça Nossa Orquestra', da Coordenadoria de Cultura. "É um trabalho muito bonito, interessante e de qualidade", comentou o aposentado Luiz Roberto de Oliveira, morador da Figueira, que nunca tinha visto o grupo se apresentar.

E a ideia, segundo o prefeito Japim Andrade, que esteve na festa ao lado da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Cristina Andrade, é levar cultura aos bairros e fazer com que a população esteja sempre ao lado da Orquestra. "As pessoas precisam ver de perto o grande talento dos nossos músicos. Além disso, devem se apropriar de espaços públicos como o Viveiro."

Segundo a presidente FIBRA, Sabrina Pierobon de Souza, essa é a primeira vez em quase 20 anos que o Viveiro é aberto para uma festa da comunidade. "É um momento cultural importante. Mas além disso, estamos vendo a recuperação e reativação dos espaços públicos. Isso possibilita vivências comunitárias, o que é enriquecedor para os moradores."

O evento contou ainda com a distribuição de mudas, realizada pela Coordenadoria do Meio Ambiente, que também entregou material informativo sobre queimadas. Além disso, o público apreciou comidas e bebidas de primeira qualidade. 

 

Assessoria de Imprensa

Departamento de Comunicação de Campo Limpo Paulista

deixe um comentário